Se quiser participar neste BLOG, envie a sua mensagem para o seguinte endereço electrónico: mouriscas.movimento@sapo.pt - - - - - - - - - - - - - - Para nos consultar: http//mouriscasmovimento.blogs.sapo.pt
Quarta-feira, 18 de Julho de 2007
MOURISCAS NO SEU DIA-A-DIA

                                                 XXII

 

Ao sentar-me na cadeira onde vulgarmente escrevo pensei: - Porque não mencionar nesta rubrica o primeiro capítulo do meu livro “Espaço de Memória”, o qual se refere à minha /nossa Terra?

-         MOURISCAS TERRA SAGRADA –

Mouriscas, não somente por se tratar da terra onde nasci e sempre vivi, sendo por isso conhecedor dos valores da minha terra, da sua gente, cultura e costumes tradicionais, os quais na sua lógica foram evoluindo progressivamente, mas reduzindo o seu rendimento básico mais propriamente o agrícola sem que outros o substituíssem.

Mouriscas, onde o interesse pelo ensino se desenvolveu nos meados do século XX, estando na sua origem a ilustre família Santana Maia e alguns dos seus antecessores, produziu homens de valioso talento, sobejamente conhecidos em todo o País ilustrando gloriosamente a Terra que os viu nascer, enquanto outros, génios pela sua dinâmica no ramo das cerâmica, espartaria, pirotecnia, e mesmo estendendo-se por toda a Península Ibérica na montagem de lagares e fabrico de azeite, como ainda nas campanhas das ceifas e no cultivo da área abrangente da sua terra.

Pelo dinamismo exemplar e glorioso da sua gente, Mouriscas foi denominada e conhecida simbolicamente por “Universidade dos Ferroviários”. Recorda-se?... Mouriscas tem como símbolo em estandarte um ramo de oliveira, seira, telha e o Tejo correndo a seus pés... com alterações que foram introduzidas com o parecer e dinâmica do actual Presidente de Junta de Freguesia e outros pelas colectividades que representam.

 

         Embora em resumo, este o meu prólogo a esta “Terra Sagrada”.

 

                                                                                 Joaquim António de Matos

 



publicado por mouriscasmovimento às 00:12
link do post | comentar | favorito
|

1 comentário:
De Anónimo a 21 de Julho de 2007 às 13:25
Amigo Joaquim,

O seu artigo fez-me lembrar a terra (MOURISCAS) que eu conheci há muito tempo, mas que já não existe!

Infelizmente os GRANDES VALORES DAS MOURISCAS são uma referência do passado, porque no presente apenas existe a ignorância, a ganância e o ostracismo.

OS GRANDES VALORES REFERENCIAIS DAS MOURISCAS estão no cemitério, e só aí, e um pouco na internet, será possível recordar os mesmos.

A FIGURA EXPOENTE MÁXIMO DAS MOURISCAS foi sem dúvida o Dr. SANTANA MAIA, pelo que fez pela terra e pelas pessoas que ajudou. É merecedor das homenagens que já lhe fizeram e de outras que lhe deverão ser feitas.

Foi uma FIGURA IMPAR DAS/NAS MOURISCAS, que infelizmente não teve um sucessor com o mesmo amor e altruísmo pela terra, mas cujo nome também nos honra, pelo que tem feito no País (verdade seja dita!).

Houve ainda outros NOTÁVEIS, todos eles já desaparecidos, mas não poderei referir o nome de ninguém, sob pena de me esquecer de outros.

No momento presente vivemos como que numa orfandade, pois não temos valores referenciais nas Mouriscas (não se confunda valores referenciais com valores patrimoniais, pois não é a isso que me refiro).

Nas Mouriscas actual apenas impera o egoísmo daqueles que alguma coisa têm (certamente ganho com muito esforço e, por ventura, à custa de algumas boas heranças!), mas que desprezaram a terra que também é a sua (deles).

Quanto a esses não merecem sequer que o seu nome apareça, nem para lhes dar o benefício da dúvida, que o perderam, já faz tempo!.

Esses, refugiados nos seus redutos, passam a vida a olhar-se ao espelho,a julgar que são muito importantes, e na sua ignorância e tacanhez não conseguem discernir que a maior importância de um HOMEM será a recordação dos que lhe sobrevivem (poucos irão falar deles, para além de familiares, independentemente dos sumptuosos mausoléus que lhes edifiquem no cemitério).

Dá que pensar, não!? ...mas isto é mais uma das formas de miséria humana em todo o seu explendor!
Também se costuma dizer os bens terrenos ficam cá!

Um abraço,

Patrício Silva


Comentar post

mais sobre mim
pesquisar
 
Outubro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


posts recentes

MOURISQUENSES ADOPTIVOS...

M O U R I S C A S ! ...

MOURISCAS COM ROCK INTERN...

...

Mensagens dos leitores (5...

Mensagens dos leitores (5...

MOURISCAS NA ROTA DO SEU ...

No próximo domingo...

Mensagens dos leitores (5...

Mensagens dos leitores (5...

arquivos

Outubro 2011

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Agosto 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Maio 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds