Se quiser participar neste BLOG, envie a sua mensagem para o seguinte endereço electrónico: mouriscas.movimento@sapo.pt - - - - - - - - - - - - - - Para nos consultar: http//mouriscasmovimento.blogs.sapo.pt
Domingo, 4 de Fevereiro de 2007
Associativismo e cidadania

Radiquei-me há poucos anos em Mouriscas e a visão que tenho das Associações e da forma como alguns Mourisquenses participam na vida dessas associações não é propriamente coincidente. É claro que, quando aqui cheguei, todas estas associações, que têm como fim áreas tão diferentes como a económica, desportiva, cultural, social e lúdica, já se encontravam criadas e não vivi as paixões, interesses ou mesmo conflituosidades que estiveram na sua génese e vivências posteriores.

 

Creio que haverá na Freguesia de Mouriscas cerca de uma dezena de formações de carácter associativo, algumas delas com o mesmo fim. Das mais antigas temos duas na área da olivicultura, duas na área desportiva, duas na área musical/cultural que acredito que surgiram devido à dispersão geográfica aliada, ao tempo, a uma forte densidade populacional e fenómenos bairristas. Mais recentemente surgiram outras associações que já atravessam toda a sociedade mourisquense e onde aqueles fenómenos não se manifestam. Olhando para este mapa creio que teremos associações a mais para o nosso universo populacional actual.

 

Acredito que os objectivos e dinâmica do associativismo actual estão longe das iniciativas e formas de estar de outros tempos. O associativismo actual assenta cada vez mais numa promoção de parcerias, de uma coexistência com respeito pelo outro, de uma promoção global e efectiva tanto do Homem como do Grupo.  

Acredito que as associações terão que dar resposta às carências não só dos associados, mas sobretudo da sociedade onde territorialmente se encontram implantadas.

Acredito que o associativismo é uma das formas mais nobres do exercício da cidadania. É um acto de voluntariado e de liberdade não sujeito a comandos externos.

Mas, também acredito, que as direcções das associações não podem ser estáticas. É forçoso que, com o respeito pela diferença, proponham aos seus associados neste conceito abrangente e solidário a fusão de associações com fins idênticos, que fomentem parcerias visando a optimização dos meios existentes e uma procura concertada de novos meios.

Mas, também acredito, que as direcções das associações não podem adormecer sobre a obra feita. É indispensável uma interacção com os sócios, parceiros e população em geral para manter vivas as associações e a descoberta de novos caminhos. Sem cidadania e uma efectiva participação dos cidadãos as associações estão vazias do seu conteúdo humano e mesmo ético.

 

Estou há algum tempo numa associação de carácter social e, com os meus pares, tenho visto com mágoa esta falta de participação dos associados no quotidiano da associação e mesmo nos actos mais solenes, tais como assembleias-gerais. Estar numa associação é um acto de cultura cívica e, ser dirigente, não o entendo como uma obrigação e um dispêndio de tempo e dinheiro, mas uma alegria e um enriquecimento cultural. Encontrei novos amigos e sinto-me reconhecido por pertencer a um projecto edificante, que gostaria de ver partilhado.

 

                                                                          Mouriscas, 1 de Fevereiro de 2007

 

                                                                                            Manuel Catarino



publicado por mouriscasmovimento às 23:51
link do post | comentar | favorito
|

1 comentário:
De casaspretas a 7 de Fevereiro de 2007 às 14:42
É sempre gratificante ler uma análise antropo-sociológica da nossa terra e de nossas gentes feita por alguém que veio do exterior.
Manuel Catarino foca um problema, de natureza cultural, de grande pertinência, que muito tem prejudicado o entendimento entre mourisquenses e o desenvolvimento da sua freguesia.
Estamos na era da globalização que será um tempo propício e oportuno para que os mourisquenses mudem de atitude e de comportamento, unindo-se, todos, em torno de um objectivo comum: FAZER DE MOURISCAS UMA TERRA DE PROGRESSO, TRANSFORMANDO-A NUM LOCAL ONDE SEJA APRASÍVEL VIVER COM QUALIDADE DE VIDA.

Parabéns ao Manual Catarino pela sua análise isenta.

Carlos Bento




Comentar post

mais sobre mim
pesquisar
 
Outubro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


posts recentes

MOURISQUENSES ADOPTIVOS...

M O U R I S C A S ! ...

MOURISCAS COM ROCK INTERN...

...

Mensagens dos leitores (5...

Mensagens dos leitores (5...

MOURISCAS NA ROTA DO SEU ...

No próximo domingo...

Mensagens dos leitores (5...

Mensagens dos leitores (5...

arquivos

Outubro 2011

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Agosto 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Maio 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds